segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Short Reviews: Adaptações de Quadrinhos de 2014


Olá pessoal! Desenterrando o 'Short Reviews' para falar de outras adaptações de HQs que eu vi ao longo do ano! Não são todas que eu listei anteriormente no começo do ano, mas algumas em, especial que eu vi e não resenhei por motivos de falta de tempo e/ou preguiça.

300: Rise of an Empire

Para um filme adaptado de uma HQ (parcialmente) lançada e escrita recentemente por Frank Miller, o resultado foi surpreendentemente positivo. Noam Murro conseguiu colocar seu toque no filme sem desmitificar o estilo criado por Zack Snyder, com uma história sólida e envolvente, que mostra Themistocles como o Superman em relação ao Batman representado pelo Leônidas (e com conexões podendo ser feitas facilmente com 'Man of Steel', e talvez, 'Batman V Superman'). Dentro desse quesito, é mostrado a comparação, e consequente união, de como ambos lidam com a ameaça da Invasão Persa, especialmente em um novo e interessante território como o mar. E mais um papel que coroa esse ano muito especial para Eva Green, a femme fatale definitiva de 2014.  Nota: 8.5





Edge of Tomorrow

Um filme que tem tudo para se tornar um clássico cult em breve, a bilheteria desse filme deveria ter sido muito maior perante a qualidade absoluta que ele traz. Emily Blunt como action hero é apenas sensacional, além de Tom Cruise sendo Tom Cruise em um dos melhores filmes da sua carreira sem dúvidas. Pra quem é gamer, o filme é soberbo em traduzir a linguagem dos jogos de guerra para uma narrativa cinematográfica e adapta os elementos principais do manga com sucesso, trazendo uma trama que você se empolga de acompanhar em cada desenvolvimento. Dentro do que eu vi, junto com 'Snowpiercer' e 'Days of Futures Past', são os melhores adaptações do ano. Nota: 9.0




Teenage Mutant Ninja Turtles

Apesar dos medos e receios por parte dos fãs por causa do envolvimento de Michael Bay com a produção do filme, pra mim ele conseguiu ser mais divertido, dinâmico e definitivamente superior que um outro certo filme com um animal falante, já que ele abraça a própria galhofa do conceito e procura se divertir com isso sem soar propositalmente estético ou planejado (como certos Guardiões fizeram). Apesar de não ter o roteiro mais refinado do mundo, Jonathan Liebesman lida com o que é o seu forte, que é a interação dos personagens, para fazer a história mover de maneira dinâmica além de fazer você se apaixonar novamente pelas Tartarugas. Além da Megan Fox ter feito uma surpreendente April, e o Cyber-Destruidor ter ficado mais legal que imaginava, ainda foi utilizado a mais recente origem dos personagens com respeito e bom senso. Definitivamente, a adaptação mais subestimada do ano.  Nota: 8.0



Snowpiercer

Poderia resumir apenas Snowpiercer como 'FODA PRA CARALHO' repetido ao infinito, mas ele sem sombra de dúvidas é o melhor filme desta lista. Joon-Ho Bong pega a graphic novel francesa 'Le Transperceneige' e a torna internacional afim de explorar a humanidade e a falta da mesma num futuro distópico. O trem é a sociedade, e enquanto a sociedade ficar no controle de uma só pessoa, os pobres serão sempre tratado como descartáveis enquanto os ricos ficam imóveis, em sua overdose de utopia. Enquanto avançamos nos vagões dos trens, vamos desvendando essa sociedade como se estivéssemos descascando camadas de uma cebola. E no fim, resta a questão: o que vale mais a pena salvar: o conceito de humanidade ou a humanidade em si? Não só o melhor filme de quadrinhos do ano, mas um sci-fi que já nasce clássico. Nota: 10.0



Hércules

Você tem que dar crédito ao Brett Ratner, já que esse filme supera sucessivamente sua ultima tentativa de adaptar quadrinhos. Claramente inspirado por 'Os Mercenários', vemos Hércules e sua equipe agirem como caçadores de recompensa, questionando sobre a verdade detrás das lenda. Apesar de ter sido questionado por não explorar muito o lado fantástico do personagem (e seus 12 trabalhos), acho que o conflito 'lenda vs realidade' é o grande charme do filme. The Rock consegue carregar um filme nas costas junto com uma talentosa equipe de apoio, mesmo que a ligações entre os vilões seja extremamente forçada e surgida do nada. Nota: 7.5


Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário

Um filme extremamente esperado por muitos, especialmente os brasileiros, ' A Lenda do Santuário' chegou cheio de expectativas e infelizmente não conseguiu atingir todas elas. A qualidade da animação é um deleite para os olhos,e eu particularmente curti as batalhas estilo 'Square Enix', a algumas modificações foram bem vindas, já outras nem tanto (o que fizeram com você, Mascara da Morte?). Mas o roteiro fraco e que compacta a saga original, perdendo exatamente aquele toque pessoal entre os personagens que fazia a jornada valer a pena, te faz curtir mais o filme pelos momentos de nostalgia do que a qualidade da obra em si. O que é uma pena. Nota: 5.5


Big Hero 6

O ultimo (e mais recente no Brasil) filme baseado em quadrinhos não necessariamente atingiu minhas expectativas como filme, mas de fato tem mais carisma mais honesto e de fato funcional do que Guardiões do Hype da Galaxia. O filme é bem focado no Hiro e Baymax (meio que excluindo uma melhor exploração dos outros membros da equipe, e de resto segue o padrão Marvel: carisma dos personagens, vilões não tão bem explorados (apesar do vilão deste filme ter sido BEM melhor que muitos mostrados pela Marvel Studios) e um roteiro bem básico pra prender seu publico. Vale o ingresso, mas não necessariamente para ver mais de uma vez. E o hype ao Baymax é totalmente válido. Nota: 7.0


É isso pessoal! até 2015!

domingo, 21 de dezembro de 2014

O Noir no Batman de Christopher Nolan - Parte 3

Escrito por Diogo Oliveira. Publicado originalmente no Batmania Rio.


Estamos chegando a penultima parte que irá explorar as influências do cinema Noir no Batman feito por Christopher Nolan! Vamos explorar agora a cidade e suas sombras, e caso ainda não tenha lido as partes anteriores, confira aqui, caso tenha feito, então confira abaixo:

domingo, 16 de novembro de 2014

Review: Guardians of the Galaxy


Após fazer um estrondoso sucesso com a Primeira Fase/Temporada de seus filmes, Marvel Studios, já consolidada como uma grande empresa, decidiu apostar em algo até então arriscado: um filme de ficção cientifica do qual introduziria uma equipe completamente desconhecida do grande publico. baseado na reinvenção dos personagens em 'Aniquilação' feita pela dupla conhecida como 'DnA' (Dan Abnett e Andy Lanning) e sua consequente revista solo. Uma aposta considerada arriscada por muitos, mas importante para o estúdio estabelecer certos elementos do qual serão importantes para a sua Terceira Fase/Temporada. Mas como o filme se saiu, e o que ele pode nos dizer sobre  como o estúdio está lidando com suas adaptações? Confira abaixo:

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Analise do anuncio dos filmes futuros DC Comics (2016-2020)


OK. Isso é grande. É algo de proporções enormes, titânicas. Então nada melhor que começar pelo começo: do jeito que a Warner gosta, foi anunciado oficialmente do mais absoluto nada a lista oficial de filmes que a DC Entertainment e a Warner Bros vão fazer entre 2016 e 2020. E a lista é apenas gloriosa. Abaixo vamos analisar o que veio de novo e o que isso vai significar (ou não) pro futuro.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

O Noir no Batman de Christopher Nolan - Partes 1 & 2

Publicados originalmente no Batmania Rio (1,2). Escrito por Diogo Oliveira.




O personagem Batman foi criado por Bob Kane e surgiu em 1939 pela revista Detective Comics, para fazer um paralelo mais realista entre seu primeiro grande super herói, o Superman. No caso, os Estados Unidos estavam ainda se recuperando do baque que foi a crise de 29 para eles, sendo que estavam no inicio da Segunda Guerra Mundial e a ascensão do nazismo. A situação nos Estados Unidos era de recuperação, a partir do momento que o Estado se intrometeu na economia e passou a gerar mais empregos. Em termos de violência, com as dificuldades que a população passava, mais e mais os gangster ganhavam poder, não só na ruas, mas politicamente também, apesar que no inicio da década de 40 os grandes mafiosos já estavam ao ponto de parar. O Batman de 1939 mostra uma cidade (Nova York até então, antes de se transformarem Gotham) onde o crime era uma coisa cotidiana e por muitas das vezes a policia não dava conta, e a estrutura da cidade precisava da corrupção para sobreviver. Em comparação com a vida real, não mudou muita coisa...

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

5 contra 1: HQs para ler antes de 'Gotham'


Depois de quase 50 anos, "Batman" voltará a ter um seriado de TV em live action para chamar de seu. Mas estamos falando de Batman entre aspas porque o astro principal da série é de fato outro aniversariante de 75 anos: James Gordon. o Comissário também fez sua primeira aparição em 'Detective Comics' #29 e depois de 75 anos e o trabalho maravilhoso feito por Gary Oldman e Christopher Nolan, fez o personagem ganhar um ótimo presente de aniversário. Agora vamos a difícil lista de 5 HQs recomendadas por mim para ler antes de adentrar o mundo de 'Gotham', confira abaixo:

5) Gotham Central

Começando com a escolha mais óbvia da lista, o clássico de Greg Rucka e Ed Brubaker trouxe ótimas histórias de qualidade, ganhadora de vários prêmios, que mesmo com vendas baixas, foi segurada até o limite do cancelamento.'Gotham Central' mostra todas os fantásticos e aterrorizantes acontecimentos de Gotham pelo ponto de vista dos homens e mulheres da Policia de Gotham, e com eles lidando casos envolvendo os vilões do Asilo Arkham e criminosos tão perigosos quanto que não estão sob a vigilância de Batman e sua equipe.  A humanidade do desenvolvimento de seus personagens e sua pegada mais realista certamente serviu de influência de muitos outros criadores posteriormente, E seu tom de mostrar a cidade de Gotham por uma ótima mais realista, por serem pessoas reais as protagonistas, é o segredo do seu sucesso. Fica bem claro que foi o caminho seguido por 'Gotham' (a serie de TV) terá uma pesada influência desta HQ, tanto que Crispus Allen (Andrew-Stewart Jones) e Renee Montoya (Victoria Cartagena), personagens principais da revista, terão papel de destaque no show.


4) Penguin: Pain and Prejudice

A serie se chama 'Gotham', o que já indicava que não seria SÓ uma história do Batman ou do Comissário Gordon, mas de todos os famosos moradores da cidade. E um personagem que vai estar bem em evidencia na série é Oswald Cobblepot, o Pinguim. 'Pain and Prejuice', escrito por um dos meus escritores favoritos dentro dos Novos 52, Greg Hurtwiz, não explora somente as origens do personagem muito bem, mas também sua posição em Gotham e a psicologia por trás do personagem. Mais do que mostrar o ódio, a frieza e inteligência do personagem, o que vemos aqui também são suas inseguranças, medos e receios. Uma ótima história que dá dimensão muitas vezes esquecida sobre o personagem, mostrando que o personagem não é um dos maiores vilões do Batman a toa.


3) Batman: Earth One

Como falei acima, essa foi uma lista complicada de se montar. Há varias histórias que mereciam destaque, sobre cada ponto de vista dos vários personagens da série, mas analisando friamente, não tem como não admitir que 'Batman Earth One' é uma das histórias que construíram a espinha dorsal do seriado. O misterioso assassinato dos Wayne, provavelmente encomendado pela máfia, a ascensão do Pinguim ao poder, o Alfred com uma pegada bem mais militar, e a dinâmica entre a dupla Gordon e Bullock, tudo isso está fortemente presente na série. Você pode ler meu review desta história aqui.


2) Detective Comics 651 - 'A Bullet for Bullock'

Harvey Bullock é um personagem coadjuvante famoso dentro do universo do Batman, e como tal apareceu em inúmeras histórias. Apesar de ter vários "wannabes" em diversos filmes (Batman 89 e TDK), esta será a primeira vez que o personagem é realmente adaptado em live action. E não há história melhor para se conhecer o personagem do que este clássico de Chuck Dixon, do qual o orgulhoso detetive se vê obrigado a pedir ajuda ao Batman para tentar encontrar o misterioso homem do qual lhe quer ver morto. Mas o problema é que é mais fácil perguntar quem não quer ver Bullock morto do que o contrário... Essa história também ganhou uma adaptação em 'Batman: The Animated Series'.


1) Gordon of Gotham

Gordon teve algumas minisséries dos anos 90, da qual me deixaram em duvida sobre qual por nesta lista, mas acho que é mais justo até por causa da série indicar essa mini de 4 partes escrita pelo lendário Dennis O'Neil. Dependendo da versão que você lê, ou Gordon nasceu em Gotham ou ele é nativo de Chicago, como é o caso desta revista, que mostra o jovem Gordon lidando com a policia corrupta de Chicago (e sua consequente falha) e um inimigo desta época que vem perseguir o agora Comissário em Gotham no presente. Vê-se pelos comercias que James Gordon chega ao GCPD cheio de boas intenções e com uma moral bem preto-e-branco dentro do mundo extremamente cinzento da cidade, e ver Gotham  "batendo" em James até ele se tornar o ícone que nós conhecemos deve tomar um caminho bem parecido que esta série fez com o personagem, do qual até então era um "interbetweenquel" de 'Batman: Ano Um'.


É isso galera, boa leitura e acompanhe 'Gotham' a partir de segunda feira, dia 22! Até a próxima!

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

5 contra 1: Versões Diferentes das Tartarugas Ninjas


Com o filme novo chegando, além das reclamações de quem acha que o Michael Bay tá dirigindo (porque não está, tá produzindo somente) e outras reclamações de praxe, umas das reclamações é de que "mudaram a origem dos personagens, mudaram tudo que eu sabia", o que é algo bem estupido de dizer, já que o que tem mais por aí são versões diferentes da Tartarugas Ninjas. Neste '5 contra 1' vamos analisar as origens e as versões mais interessantes das Tartarugas dos quais foram trazidas até nós:

5-  Era Mirage

As Tartarugas Ninjas (TMNT) foram concebidas por Peter Laird e Kevin Eastman como sátira das grandes HQs da época, especialmente o 'Daredevil' de Frank Miller e 'Os Novos Mutantes'. Como publicação independente, as tramas eram publicadas em preto e branco,  e como originalmente todos usavam as máscaras vermelhas, só conseguia diferenciar as Tartarugas pelas armas das quais utilizava. sua origem ali é bem interessante e satírica: o mesmo acidente com químicos que fez Matt Murdock perder o sentido também fez transmutar um rato e 4 tartarugas, quando os químicos do caminhão que virou caem no esgoto. Mas a história vai além disso: Splinter era o rato de estimação de Hamato Yoshi, do qual aprendeu artes marciais vendo seu dono, mestre nas artes marciais, lutar. Ele ganha o amor da jovem Tang Shen, que gera ciumes no membro do clã do qual Yoshi pertencia, Oroku Nagi, que planeja e executa o assassinato dos dois. Além de lidarem com seu treinamento ninja, eles ainda encaravam o Foot Clan e seu líder Oroku, já adotando a identidade de Shreeder (Destruidor no Brasil) com uma pegada de filmes de ação oitentista. Posteriormente, outros animais-mutantes apareceram na revista, mas sem perder a vibe com que começaram.


4- Era Archie

A Archie começou a ser publicada quando o desenho estava começando a fazer sucesso, com Eastman e Laird na equipe criativa, mas fazendo apenas 4 edições (que eram basicamente uma adaptação em quadrinhos do episódio duplo de estréia da Serie Animada) por causa to trabalho que estava dando para cuidar da sua recém criada franquia como tal. A partir da 5° edição em diante, Ryan Brown e Stephen Murphy assumiram as rédeas das revistas tendo uma mudança completamente diferente do tom das revistas, tendo uma vibe mais política, seja falando do meio ambiente, direitos dos animais e até mesmo discussões sócias sérias. Também a serie se classifica com muito mais presenças de monstros, que as vezes traziam um forte tom de sci-fi para as histórias, e ironicamente, Rocksteady e Bebop foram deixados de lado afim de que os novos personagens ali fossem melhor explorados.


3-  Era Image

No meio da década de 1990, e com Laird e Eastman tendo que lidar com sua franquia juggernaut, a um bom tempo eles não conseguiam  seguir em frente assumindo o comando das HQs, e então foi passado a Image a cuidar das HQs seguindo a cronologia do que eles estavam fazendo na Mirage, escrito por Greg Clarson e artes de Frank Fosco. A abordagem deles era BEM mais hardcore, com a violência ficando cada vez mais gráfica e chegando ao ponto em profundas modificações dos personagens, como por exemplo Leonardo perdendo uma de suas mãos, o rosto do Raphael é deformado com ácido e logo após ele se torna o novo Shreeder (e por consequência líder do Foot Clan), Donatello se tornando um ciborgue e Splinter virando um morcego. Logo após dois anos, TMNT voltou a ser publicado pela Mirage, e todos os acontecimentos da Image deixaram de ser canon. Por motivos óbvios.


2- Era IDW

Logo depois que a Mirage foi vendida a Viacom, a Mirage fechou as portas (porém publicando as HQs das Tartarugas Ninjas até 2010), sendo que, com um acordo com a IDW novas revistas pudessem ser publicadas utilizando a marca. Kevin Eastman voltou as roteiros, mas dessa vez nada de mais do mesmo: uma nova origem do personagens foi contada ali. utilizando elementos de todas as versões anteriores de TMNT, e de todas as mídias, e acrescentando um Twist a isso tudo. No Japão feudal, Hamato Yoshi e  Oroku Nagi eram membros do Foot Clan do qual desentenderam por causa de seus pontos de vista. Oroku mata a esposa de Yoshi, Tang Shen, e logo após Yoshi e seus 4 filhos são mortos ao tentar escaparem. A alma de Yoshi reencarna em um rato do qual está passando por experiências em um laboratório de Baxter Stockman (outro vilão notório das Tartarugas), junto com 4 tartarugas, e após receber um poderoso Mutagen, ele e as tartarugas não só evoluem, mas também Yoshi tem acesso completo a sua vida passada, cortesia e efeito colateral inesperado do Mutagen, desenvolvido com tecnologia Krang (os vilões alienígenas das Tartarugas) para a criação de um exercito. Foi April O'Neil, ali uma estagiária de Stockman, que deu os nomes as Tartarugas. Um pouco complicado, mas ao que tudo indica, é o que servirá de inspiração para o vindouro filme.


1- A versão Anime

Sim, vamos falar de uma das versões mais bizarras das Tartarugas Ninjas já feitas!!! 'Teenage Mutant Ninja Turtles: Legend of the Supermutant', conhecidos no Japão como 'Myūtanto Tātoruzu Chōjin Densetsuhen' foi um OVA feito no Japão, baseado na linha de brinquedos em que as Tartarugas Ninjas viram basicamente Power Rangers graças as 'Mutastones'. A trama do OVA é basicamente a mesma de vários outros tokatsus clássicos por aí: as Tartarugas Ninjas encontram uma caverna, e dentro dela um ser mistico lhe dá no caso as Mutastones que lhe dão superpoderes. O problema é quando Shreeder rouba as 'Dark Mutastones', que obriga as tartarugas a correrem contra o tempo para impedir os vilões. A segunda metade do OVA, baseados na linha exclusiva Japonesa chamada Metal Mutation, onde as Tartarugas Ninjas viram basicamente personagens de 'Saint Seya'. Sim, eu estou falando serio, olha a capa do filme pra confirmar isso.


Se vamos ter review do filme novo das Tartarugas Ninjas eu não sei, mas por enquanto fiquem com esse texto, e até a próxima!

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Por que Superman é o novo Superman


Me incomoda de verdade ver certos textos dos quais falam que “[Insira o filme da Marvel Studios do mês aqui] é o novo Superman.” Não que eu esteja diminuindo a importância que a Marvel Studios teve pro gênero nos cinemas, mesmo assim seus personagens não tem a importância que Superman teve em toda a sua existência e dá suporte a aqueles que não gostaram e/ou não entenderão o que foi feito em ‘Man of Steel’. Em meios a todas as suas polêmicas, é inegável, vendo as pessoas em sua maioria quando discutido sobre e crianças pelas ruas mais do que nunca com o ‘S’ estampado em seu peito em camisetas, que esse filme deu certo em trazer o Superman para uma nova geração, apesar que ainda há vozes, especialmente na internet, que julgam isso o contrário. Esse editorial está sendo feito para justificar que Superman, como símbolo, se reinventou com o filme de Zack Snyder e o que foi feito para isso dentro do filme, sendo que tudo isso foi sendo uma evolução do que foi feito nas HQs, afim de defender o filme como filme mas também como peça de grande importância pra história do personagem.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

5 contra 1: Aquaman sempre foi Bad-Ass


O recente casting de Jason Momoa como o Rei de Atlantis nos futuros filçmes da DC Comics fez que o publico ficasse empolgado com a possibilidade de ver um personagem que sempre foi tratado como piada em boa parte de sua existência ter uma intenbpretação que "deixasse o personagem legal". Mas aí mora a questão; Aquaman SEMPRE foi bad-ass, e este Top 5 vai mostrar 5 elementos do personagem que comprovam que Arthur Curry não precisa ser Khal Drogo para deixar uma boa impressão:

5) Aquaman tem uma mitologia sensacional

Aquaman não se chama 'Arthur' e é Rei de graça: suas origens são profundamente influenciadas pela tradição medieval europeia, além da própria mitologia daquela época. A mão de água foi oferecida pela mesma Dama do Lago da história de Rei Arthur, quando ele salva Atlantis da destruição quando transporta a mesma pelo tempo até a Idade Média - o que por sí só já é algo foda. Mas eu destaco aqui o 'Atlantis Chronicles', que descreve toda a história desse reino subaquático, assim como suas tradições,cultura, história e especialmente, as lutas, amores e traições pelo poder que ser o rei de Atlantis traz. Em tempos de 'Game of Thones' essa é uma ótima pedida, e o Terra Zero explorou muito bem essa história aqui.


4) Você já viu Aquaman ser bad-ass antes

Apesar de sua primeira aparição dentro do Universo DC Animado (no epísódio 'A Fish Tale' em 'Superman TAS') só ter dado uma pequena mostra pro potêncial do personagem, foi no desenho da Liga Justiça, nas duas partes de 'The Enemy Below' que muitos fãs viram uma Aquaman bastante familiar a eles,e o publico redescobre o personagem com todos os elementos políticos  e pessoais aque o personagem traz, como a exploração da Monarquia Atlante, dos conflitos com a superfície e internos com Orm (o Mestre do Oceano) e a relação com sua família. Mas o destaque mesmo é quando Aquaman corta sua própria mão para salvar seu filho ainda bebê, sendo que ambos estavam acorrentados e prestes a morrerem num rio de lava. Fazer isso para salvar seu próprio filho não é somente uma questão de heroísmo, mas também é uma atitude extrema, mas necessária, do qual poucos teriam no momento.


3)  Agradeça Aquaman por ser um dos heróis...

... pois você realmente não vai querer vê-lo como um dos vilões. Nada como uma realidade alternativa para demonstrar com diversão e liberdade os principais elementos de um personagem. Na realidade de 'Flashpoint', Arthur Cury nunca foi criado pelo pai, não tendo a compaixão e o senso de justiça dos Homens. Anos depois, os Atlantes e as Amazonas fazem uma acordo de união entre os povos, mas um plano entre traidores de ambos os lados fazem Aquaman matar Hypolita, começa um ciclo de vingança do qual anos depois faz a Mulher Maravilha matar Mera, sua esposa, e a partir daí os dois povos passam de brincar de xadrez com o mundo, com Aquaman inundando Paris e com seu confronto definitivo ameaçando destruir o resto do mundo. Ou seja, essa história mostra que nós temos que agradecer por um cara desses estar no lado dos heróis, porque se ele quisesse ferrar com tudo e afundar todo mundo, ele teria como fazer isso e ninguém pode rir da cara dele enquanto morre afogado...


2) Aquaman é um dos maiores guerreiros do universo DC

Como é um personagem influenciado pela era dos Reis e Cavaleiros, espera-se que guerras sejam um tema forte do personagem, e sempre o personagem está envolvido em algum conflito do tipo, e muitas das vezes sem mesmo que a gente saiba que uma luta que possa moldar o destino da Terra está acontecendo na profundidade dos mares. Em sua ultima grande saga 'Throne of Atlantis'(dentro dos Novos 52) Orm decide atacar a Terra após uma acidente com a marinha americana, e a estratégia de invasão Atlante foi escrita em parceria com Aquaman, e no fim o próprio Aquaman assumiu a liderança para arrumar a besteira que fez. Já lutou ao lado de Warlord para salvar Skataris, já bateu de frente com a Marinha Americana e com o governo da própria Atlantis na época em que foi exilado, derrotou o Anel Energético com apenas um golpe em 'JLA: Earth 2', já lidou com criaturas mitológicas como 'The Thirst', sem contar que lutou e venceu Poseidon em pessoa. Ou seja, Aquaman não é o tipo de cara do qual você queira cair na briga. Se ele quiser acabar com você, ele VAI acabar com você.


1) Aquaman enfrenta Cthuhu anualmente - E SEMPRE VENCE

Em 'Brave and the Bold' #32, descobrimos uma simpática tradição anual do Aquaman: sempre haverá um dia ao longo do ano em que Aquaman terá que impedir que os 'Night Gods', deuses demoníacos de outras dimensão, invadam a terra e transformem ela em nosso novo domínio maligno. Só que tem algo nesses 'Night Gods' que merece ser comentado: eles são, basicamente, criações de H.P Lovecraft, como por exemplo, Cthulhu em pessoa. Todo ano. E todo ano ele tem que vencer, senão a terra é condenada. Isso sem contar os efeitos colaterais disso, como invasão submarina de zumbis e outras criaturas abissais que vem a junto com os Night Gods. Enquanto a vida ocorre "normalmente" dentro do Universo DC, o Aquaman está lá, impedindo que o mundo pire nas Montanhas da Loucura.


Menção Honrosa: Aquaman de 'The Brave and the Bold', melhor Aquaman. E melhor musica tema de TODOS os heróis.



E bem, é isso, espere mais posts sobre a DC no futuro próximo. Até a próxima!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Review - X-Men: Days Of Future Past


E já fazem 14 anos desde o primeiro filmes dos X-Men, dirigido por Bryan Singer, chegava as telas e como foi explicado aqui ajudando a redefinir de maneira importante um gênero cinematográfico. E depois de muitos atos e baixos, chegou a hora do filme mais ambicioso da franquia encontrar seu público. Mas como o publico irá receber um projeto tão ambicioso, envolvendo duas versões da mesma franquia em momentos diferentes? A resposta para isso felizmente é muito boa, como será explicado abaixo com SPOILERS!!! Então tomem cuidado e sigam com a leitura.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Analisando os X-Men de Bryan Singer


Com a aproximação da chegada de 'X-Men: Dias de um Futuro Esquecido', vamos também voltar no tempo e ver como isso tudo começou, com os filmes dirigidos pelo diretor Bryan Singer, e ver não só a importância desses filmes para o gênero, como esses personagens funcionam nas telas e se essa adaptação merecem ser condenada como alguns fãs fazem, confira mais abaixo:

domingo, 4 de maio de 2014

Review: Amazing Spider Man 2


Eu gostei muito o primeiro 'Amazing Spider Man'. Achei que como filme de origem do personagem estabeleceu muito melhor o personagem em si do que o filme lançado pelo Sam Raimi em 2002. E com a Sony, e sua falta de franquias no bolso, está investido toda a sua grana de filmes para fazer p universo do Homem Aranha acontecer e se expandir nas telonas. Apesar de bastante arriscado, por causa de suas limitações sobre o que fazer, o estudo decidiu fazer assim mesmo o seu plano, tendo incio ali no caso com a sequencia do seu ultimo filme de sucesso. Mas como ele se saiu, e como isso pode (ou não) encaminhar o seu futuro? Contém spoilers!

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Review - Captain America: The Winter Soldier


Capitão América foi responsável por trazer o melhor filme da 'Fase 1' da Marvel Studios (haters gonna hate), Steve Rogers está de volta assumindo grandes responsabilidades, e uma escolha inusitada tanto na direção quanto em seus temas. Utilizando da estética de espionagem de conspiração e tendo em seu comando uma dupla de diretores ligados a inúmeros trabalhos com comédia, qual resultado poderia sair dessa combinação inusitada? Ela foi boa, mas certas coisas em relações ao hype foram meio exageradas. Confira mais abaixo, contém SPOILERS:

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Como consertar a cronologia dos filmes do X-Men?


Bem, estão empolgados para 'Days of Future Past'? Bem, deveriam. Entre as muitas coisas que empolgam o pessoal em relação ao filme, está a possibilidade de concertar a intrínseca e extremamente complicada cronologia temporal dos filmes, coisas que 'X-Men: First Class' não exatamente ajudou a resolver, ao contrário, complicou ainda mais. Este post não é uma opinião de fã do que eles deveriam fazer, mas sim uma (possivel) resposta da qual foi buscada exatamente dentro das teorias e estudos sobre viagem do tempo e baseada no que a equipe do filme e o que foi mostrado sobre o mesmo até então comentaram e exibiram. Clique abaixo e continue.

[ATUALIZADO COM CONTEÚDO INÉDITO] 

sexta-feira, 21 de março de 2014

5 contra 1: HQs para ler antes de 'Captain America: The Winter Soldier'


Empolgados para 'Captain America: The Winter Soldier'? Deveriam, pois como o único caso  em que a Marvel Studios não faz alguma cagada em uma da suas franquias está chegando com uma sequência que promete bastante, e enquanto não sabermos se ela vai atender o que até então foi mostrado, listei 5 histórias para você ler enquanto o filme não chega:

5) Captain America #117

Ah, nada como ver o inicio de uma bela amizade não? Falcão teve sua primeira aparição nesta edição de 'Captain America', e foi o principal herói que ajudou a desvendar a farsa das ações erráticas do Capitão América, que na verdade era o Caveira Vermelha, que trocou de corpo com Steve Rogers graças as maquinações do Cubo Cósmico. A partir disso o jovem do Harlem chamado Sam Wilson assume a identidade do Falcão, e se torna um personagem de importância primária no cânone do personagem.



4) Nick Fury vs S.H.I.E.L.D

Como o nome basicamente diz: é Nick Fury contra a agencia que o tornou famoso. A trama coloca Nick Fury tendo que ir contra a SHIELD quando um ataque da AIM a agencia tem conotações politicas fortes, e no decorrer da história ele descobre que esses eventos tem ligações com o maligno plano de um 'Life Model Decoy' infiltrado na SHIELD de viver para sempre, e substituir todos os humanos por maquinas! Com a cabeça a prêmio, Fury tem que confiar em poucas pessoas, e muita poderá, e irá, ser perdido no processo.



3) Secret Avengers Vol 1: Secret Histories

No periodo chamado de 'A Era Heróica' Steve Rogers não era mais o Capitão América oficialmente falando, mas isso não impedia dele continuar salvando o mundo. Agindo com uma nova equipe de Vingadores, a sua intenção era acabar com possíveis ameaças antes mesmos delas poderem acontecer. Apesar de (obviamente) não ter os Vingadores, as ações de Steve Rogers no filme como agente da SHIELD e seu modo de operação reflete bastante o comportamento dele nesta revista.



2) Winter Soldier

Como o nome diz, essa revista marca o voo solo do Soldado Invernal em sua própria revista. Tendo mais do seu passado, e de sua relação com a Viúva Negra fortemente explorado assim como suas missões mais recentes ao tentar buscar redenção em suas ações. Vai ajudar bastante a entender o que se passa na cabeça de Bucky, especialmente depois que o filme acabar.



1) Captain America: The Winter Soldier

Agora chegamos a história principal que vai ser a base principal para o filme: Brubaker em sua melhor forma trazendo um sólido conto de espionagem, amizade, e especialmente, de encarar os fantasmas passados. O assassinato do caveira vermelha desencadeia uma serie de eventos que vão por o Capitão América de frente com o misterioso soldado invernal. o problema é que este Soldado Invernal é ninguem menos que Bucky Barnes, seu antigo parceiro até então morto!


E por hoje é só pessoal! Até o proximo post!

segunda-feira, 3 de março de 2014

Conheça os mutantes de 'X-Men: Days of Future Past'!


Olá pessoal! Como todos bem sabem, a versão cinematográfica da grande saga dos X-Men vai finalmente chegar as telas este ano, e também é chegada a hora de descobrir quem são os novos personagens a povoar a reunião entre as duas grandes fases da franquia e seus respectivos atores. Então veja abaixo quem são esses personagens e quais suas origens nos quadrinhos.

Pietro Maximoff/ Mercúrio

O Super-Velocista Pietro e sua irmã Wanda são filhos legítimos de Magneto com a cigana Marya Maximorff, porém como seus destinos se separaram, eles foram acabaram sendo criados por Marya e Django, também cigano (e sem ligações com o herói do Western). Fugindo de um motim provocado por Django ter roubado comida para alimentar a sua família, os irmãos, já cientes de seus poderes, fogem para a Europa Ocidental, onde após Wanda iniciar um incidente que causou um incêndio, são achados por seu pai primogênito e convidados a participar da irmandade dos Mutantes. Mas ao perceber suas ações, ele foge novamente com sua irmã, para depois encontrar redenção junto aos Vingadores. Ele sempre enfrentou seu pai e passou por uma serie de equipes derivadas dos Vingadores (Avengers Academy, Might Avengers), além de ter se juntado com duas versões do X-Factor e em especial com os Inumanos, já que acabou se casando com Crystal, irmã de Medusa, cunhada de Raio Negro, mas que foi expulso da equipe após roubar o Terragen da raça para reaver seus poderes após os acontecimentos de 'House of M'.



James Jonathan Proudstar / Warpath

James Warpath tem um temperamento esquentado, super-força e velocidade, além de ser um exímio lutador. Irmão do herói mutante conhecido como Thunderbird, James entrou no Hellions de Emma Frost (uma equipe teen de vilões montada pela rainha Branca) atrás de vingança contra aquele que acha que é o verdadeiro culpado de seu irmão ter morrido: Charles Xavier. So confrontos com os X-Men e os Novos Mutantes põe em duvida as circunstancia da morte de seu irmão e do papel que estava desempenhando dentro dos Hellions. Arrependido de seus atos (e ainda cheio de ódio), ele entra pros Novos Mutantes para caçar os Hellions, e no processo consegue controlar sua fúria interna. O resto de sua vida foi meio conturbada, indo (literalmente) até o Inferno para se vingar de Stryfe, a mutante assassina de sua tribo, se juntando aos Morlocks, e posteriormente se juntando a nova (e popular) formação da X-Force.



Clarice Fergunson / Blink

Apesar de ter sido criada no Universo 616, a versão mais popular desta personagem é apresentada na realidade alternativa mostrada em 'A Era do Apocalypse', onde ela pode se teletransportar e consegue mandar rajadas de energias controladas, derivadas das experiencias feitas nela feitas pelo Horseman de Apocalypse, Senhor Sinistro, além dos estupros feitos pelo Sugar Man. Resgatada por Dentes de Sabre (que acaba se tornando seu pai adotivo) e Arma X, ela faz parte da resistência contra Apocalypse, se tornando um membro importante da versão dos X-Men da equipe. Após ter sido invocado pelo Timebroker para fazer parte da equipe de viajantes do tempo-espaço-realidades conhecidos como 'Os eXilados', ela se torna líder da equipe e teve um relacionamento com o Thunderbird de uma realidade em que ele é um dos 'Four Horseman' de Apocalipse.




Lucas Bishop / Bishop

O controlador de energia e viajante do tempo Bishop foi criado num futuro onde uma explosão nuclear obrigou refugiados australianos a procurarem outro lugar pra viver, só que o destino infelizmente colocou Bishop dentro de um campo de concentração vigiado por Sentinelas. Criado acerca das lendas sobre a equipe mutante conhecida como X-men, viveu com sua irmã Shard nas ruas após a emancipação dos Mutantes do campo de concentrações,e acabaram entrando na equipe anti-humanos Exhumes (XSE), com Shard assumindo tempo depois posição de importância. Após um ataque de Vampiros de Ossos, Bishop começa a trabalhar para Witness (o Gambit, só que idoso e o ultimo X-men restante) para salvar sua irmã. A revelação de um traidor dos X-men no passado faz Bishop ficar obcecado em salvar a equipe, e forçando o ex-coronel do XSE e criador de portais tempo-espaciais Trevor Fitzroy a criar o passado, ele consegue voltar para o passado e encontrar a equipe, e a partir disso ele passa ser o mebro da equipe que resolve os problemas relacionados a viagens do tempo (como 'Era do Apocalypse', o Legado tentar matar Charles Xavier, e por aí vai). Mas em 'Messiah Complex', Bishop tem o seu maior desafio: matar Hope Summers significa matar o único mutante nascido em anos, mas matá-la também impede que o futuro em que ele viveu exista.



Roberto DaCosta / Sunspot

O mutante brasileiro que absorve e redireciona a luz do sol em forma de energia filho de um poderosos bussinessman e de uma arqueóloga. Apesar da amizade com seu pai ser boa, ele foi sempre forçado a ser o melhor em tudo que fazia, seja estudos ou esportes. Durante uma briga violenta durante uma partida de futebol motivada por racistas, seus poderes despertaram, causando panico em todos, menos em sua namorada. Após uma tentativa de sequestro por Donald Pierce, ele entra para os Novos Mutantes, e posteriormente para o X-Force. Suspeito de ser um dos Eternos (que ajudariam a colocar Apocalypse no poder), ele sai da X-Force, mas volta para a equipe devido as confusões causadas por seu parasita/clone malvado, Reignfire. Após todos esses eventos, ele toma o lugar de seu falecido pai no Clube do Inferno e é seu líder por algum tempo. Após ser disposto de sua posição no clube e enfrentar seus velhos amigos, ele arrependido de seu crimes, ele procura criar uma nova equipe de Novos Mutantes e posteriormente se junta aos Vingadores.



E por hoje é só pessoal! Confira o trailer do filme para matar a ansiedade!