terça-feira, 21 de junho de 2016

Revirando o Baú: Superman Returns (2006)


Havia um tempo, a muitas eras atrás, especificadamente após 1987, que os filmes estrelados pelo Superman por mais que tentassem voar das paginas de projeto para um longa metragem de fato nunca dava certo. Sempre havia algo que nunca fazia os projetos irem para frente: Houve a tentativa de colocar Superman na cidade engarrafada de Kandor em 'Superman V' aka 'Superman Reborn', o filme nunca feito por Tim Burton, o radical e lendário 'Superman Lives, e a versão proposta por McG com seu 'Superman: Flyby'. Todos estavam travados na verdade, em um mesmo problema: como seguir em frente, fazendo algo novo, se tudo que é dito e falado sobre Superman aponta para uma unica direção, que são os filmes do Christopher Reeve?

Bryan Singer, depois de ter revolucionado o gênero depois de seus dois filme da franquia 'X-men', chegou querendo assumir o filme do Superman com a unica proposta que ainda não tinha sido feita: em não mexer no time que está ganhando. A proposta do Superman dele era de exatamente utilizar os dois primeiros filmes de Richard Donner (e Richard Lester) como peça central para a construção do seu de fato retorno, afim de que lentamente colocasse outros elementos dos quadrinhos por essa ótica nas sequências. Mas como Singer percebeu ao sair o filme, havia uma questão de que eles, e muitos, não haviam percebido. E na celebração de 10 anos de 'Superman Returns', vamos relembrar o filme, mostrar o porque de sua importância e o que sempre trazermos ele a mesa nos faz lembrar. Continua abaixo.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Short Reviews: DCTV temporada 2015-2016


Por motivo da mais absoluta preguiça (além de estar ocupado com outros textos que, acreditem, vão valer a pena a espera), decidi desenterrar o 'Short Reviews' para falar sobre as séries de TV da DC Comics, incluindo algumas que eu não tive a oportunidade de falar sobre em temporadas anteriores. Como a maioria das series se saiu? Qual foi a maior surpresa? E qual show merece sua desistência e porque é Arrow? Confira abaixo:

sábado, 21 de maio de 2016

Review - X-Men: Apocalypse


A Fox nesses últimos anos pós DOFP começou de fato a planejar o seu chamado 'Universo X Cinematográfico' nas telas (já que a presença do Quarteto Fantástico, devido ao seu fracasso de bilheteria, não deve estar presente tão cedo neste meio). Depois de anos sendo o "Star Trek das adaptações de quadrinhos", chegou a hora de assim como a franquia que a de fato a inspira (seja Star Trek de fato ou as revistas dos X-men), ir para outros caminhos. No começo do ano tivemos o surpreendentemente bom Deadpool, e agora chegou a hora decisiva para a Franquia X marcar seu lugar na batalha dos "universos compartilhados" com um filme que tem a missão de não só encerrar uma trilogia mas de certo modo 6 filmes, meio que retroativamente? CONTÉM SPOILERS!

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Homens Ainda São Bons: A Jornada do Homem de Aço em 'Batman v Superman'


Bem, finalmente 'Batman V Superman: Dawn of Justice' foi lançado nos cinemas, e a reação, por incrível que pareça, foi de maneira igual, porém de proporções bem mais exageradas, se comparada a 'Man of Steel'. E claro, isso novamente gera de uma reação que, em sua maioria, não atendeu ou não se abriu ao fato que essa é uma nova versão do personagem, que abre todo um novo leque de interpretações e pensamentos afim de que se evolua (ou no caso, continue evoluindo) o mesmo. Então, se em 'Man of Steel' temos um Superman lidando com uma jornada de auto-descoberta, enquanto suas ações, seja em pequena ou grande escala, fazem que as pessoas mostrem o melhor delas. Mas uma coisa é atingir um pequeno contingente de pessoas, outra coisa é se expor ao mundo inteiro, do qual as reações vão vir de maneira BEM mais agressiva. Esse editorial procurar analisar a jornada do personagem, no ponto de vista com dentro e fora dos quadrinhos, para que possa ajudar as pessoas entenderem o que foi feito naquilo, que mesmo com um Batman e Mulher Maravilha, ainda sim é um filme sobre o Superman. Continua abaixo:

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Review - Captain America: Civil War


O mundo ficou parcialmente empolgado (mas não exatamente surpreso) com o anuncio que a Marvel Studios iria iniciar a sua Fase 3 adaptando a sua mais famosa obra recente: Guerra Civil, de Mark Millar e Steve McNiven. A preocupação morava em tornar utilizar o filme do Capitão América para isso (indo contra o que a revista de fato é) e essa mesma preocupação aumentou quando ficou evidente a certo ponto que não seria uma adaptação tão fiel quanto esperava, mas como isso iria afetar o resultado final, depois de uma Fase 2 tão problemática? A resposta para isso mora, estranhamente, em 'X-men: The Last Stand', que mostrou novamente uma terceira parte repetindo o mesmo erro. CONTÉM SPOILERS!!!

terça-feira, 19 de abril de 2016

Review: Supergirl - Primeira Temporada


Bem, estamos de volta depois de muito tempo fazendo review de uma série, neste caso em específico falando sobre a incursão da Garota de Aço na TV, e a primeira produção em live action com a heroína em praticamente 30 anos. Com o sucesso de 'Man of Steel', houve um interesse maior das pessoas em consumir e conhecer mais de seu universo, e a série serve de ótima porta de entrada para isso. Confira abaixo minha analise dessa primeira temporada.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Batman V Superman: O Despertar dos Homens do Amanhã


CUIDADO! CONTÉM SPOILERS!!!

Na San Diego Comic Con de 2013, Zack Snyder se apresenta ao palco e diz "Vamos fazer um novo filme do Superman" e anuncia que ninguém menos que o Batman estaria presente no filme. 'Man of Steel' checou causando uma comoção por apresentar uma (necessária) nova e moderna versão do Superman, e 'Batman V Superman: Dawn of Justice' chegou com a missão de não apenas seguir a história inciada em Man of Steel, mas ao mesmo tempo introduzir o resto do Universo DC Cinematográfico. Tarefa complicada, que fez o filme até ser adiado para revisões no roteiro e escolha, de fato, dos outros heróis a comporem esse mundo. Mas logo após tudo isso, a pergunta que permanece é: o objetivo foi cumprido?